Defesa Civil RJ promove primeiro curso de manejo de cadáveres do país PDF Imprimir E-mail

 

 

Biossegurança, padronização e integração dos órgãos foram o foco das aulas

A Escola de Defesa Civil (EsDEC) realizou, pela primeira vez no país, o Curso de Manejo de Cadáveres em Situação de Desastres (CMaSiD). Na semana de 15 a 19 de fevereiro, os temas de biossegurança, padronização e integração dos órgãos foram o foco das aulas ministradas pela Defesa Civil do Estado Rio de Janeiro (Sedec RJ).

 

Por meio de estudos de casos, exercícios simulados e conhecimentos teóricos, o curso teve por objetivo aprofundar o conhecimento sobre o manejo de cadáveres e padronizar o correto manuseio de vítima de desastres no Sistema Estadual de Defesa Civil (SIEDEC). O protocolo foi confeccionado pelos próprios alunos.

 

A programação incluiu a participação de profissionais especialistas, mestres e doutores da Polícia Federal, Polícia Civil, Fiocruz, agentes de proteção e defesa civil, militares das forças armadas e do Corpo de Bombeiros.

 

De acordo com o superintendente operacional da Sedec RJ, coronel Marcelo Hess, o curso ajudará no desenvolvimento de procedimentos operacionais.

 

– É fundamental a atenção ao desenvolvimento de procedimentos em situações de desastres, visando ao correto cadastro e identificação das vítimas - afirmou o Coronel Hess.

 

Para o tenente-coronel Marcio Romano, diretor da EsDEC, a ocasião foi propícia para mudanças positivas.

 

– O curso nos levou para uma reflexão individual e coletiva para melhorarmos nossas práticas em eventos de desastres e a nossa ideia é apresentarmos este inédito protocolo para o comando-geral -  expressou o diretor da escola.