Escola de Defesa Civil encerra ano letivo, divulga balanço de atividades e completa 11 anos de sua criação PDF Imprimir E-mail

 

A Escola de Defesa Civil encerrou nesta semana o ano letivo de 2014 e apresentou balanço de seus cursos e atividades, no ano em que completa 11 anos de sua criação.

 

Em fevereiro, a ESDEC publicou na Revista Emergência, principal periódico que trata o tema Proteção e Defesa Civil no país, um artigo sobre o projeto Agente Comunitário Escolar. O ACE capacitou 1.327 estudantes, de 10 a 15 anos de idade, em 42 turmas, de 31 escolas das prefeituras de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Bom Jardim. O projeto ainda foi apresentado na Plataforma da ONU para a Redução do Risco de Desastres nas Américas, em maio, em Guayaquil, no Equador. O ACE foi publicado no Boletim do mês de julho do Centro Regional de Informações sobre Desastres (CRID), da ONU e da OFDA/USAID, agência norte-americana para o desenvolvimento internacional, localizado na Costa Rica.

 

De março a dezembro, a ESDEC realizou 12 cursos e capacitou 347 pessoas, entre técnicos de Defesa Civil, militares e cidadãos interessados pelo tema da redução do risco de desastres. No total, 47 (51,1%) prefeituras fluminenses, além da prefeitura de Jaraguá do Sul, Santa Catarina, enviaram profissionais para serem capacitados pela Escola. Já em maio, a ESDEC ajudou a organizar a 2ª Conferência Estadual de Proteção e Defesa Civil, além de ter oferecido suporte técnico às 92 prefeituras do estado durante todo o processo conferencial e, em novembro, participou ativamente da 2ª Conferência Nacional, em Brasília.

 

Em julho, a ESDEC lançou a versão 2014 do Mapa de Ameaças Naturais do Estado do Rio de Janeiro. Distinguido pela ONU como uma das ferramentas mais importantes para a prevenção de desastres nas Américas e no Caribe em 2012, neste ano o Mapa não apenas catalogou as 460 principais ameaças naturais de desastre identificadas pelas Defesas Civis municipais, mas também desencadeou um processo de elaboração de planos de contingência e de realização de exercícios simulados de desocupação de comunidades localizadas em áreas de risco, no Dia Estadual de Redução do Risco de Desastres, onde as Defesas Civis locais puderam colocar em prática todo o planejamento. No total, 79 (85,9%) prefeituras elaboraram e entregaram ao estado 362 (78,7%) planos de contingência. Todo o processo pode ser acompanhado pela plataforma virtual MindMeister, que já conta com cerca de 7.000 acessos, através de consulta ao endereço: www.mindmeister.com/376772296

 

- O ano de 2014 foi um ano importantíssimo na história da ESDEC, pois conseguimos consolidar de vez a Escola, que está completando 11 anos, no cenário nacional e internacional. Nos aproximamos das universidades, dos centros de pesquisa, do Ministério Público, mas não nos afastamos dos municípios e das comunidades, que são a razão da nossa existência. Fechamos um ciclo com pleno sentimento do dever cumprido, não obstante, com a certeza de que ainda temos muito que caminhar em busca do fortalecimento das Defesas Civis municipais, dos recursos financeiros para a prevenção de desastres e preparação das comunidades, e da profissionalização dos agentes de Proteção e e Defesa Civil - encerrou o Ten Cel BM Paulo Renato Vaz, diretor da ESDEC.

 



ESDEC completa 11 anos de criação, sendo o único estabelecimento

de ensino de Proteção e Defesa Civil do país

 


Secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, Cel BM Sérgio Simões,

apresentou o premiado Mapa de Ameaças Naturais do Estado do Rio de Janeiro em Cuba



Tanto o processo de confecção do Mapa 2014 quanto o de elaboração dos

362 planos de contingência, por 79 municípios,  podem ser observados na

plataforma virtual MindMeister, que já conta com cerca de 7.000 acessos